FMZ A Rádio
da Família

Câmara aprova criação da Rota do Socol em Venda Nova do Imigrante

 

“Nós não vendemos um produto. Nós vendemos histórias! Parabéns a esta Câmara por enxergar as potencialidades do socol”. Com essas palavras, o presidente da Associação dos Produtores de Socol de Venda Nova do Imigrante (Assocol), Leandro Carnielli, agradeceu aos vereadores pela aprovação, na última terça-feira (13), do projeto de lei, de autoria dos vereadores Erivelto Uliana, Marco Torres, Marcio Lopes e Aldi Caliman que criou a Rota do Socol. 

 

“O socol é mais um excelente nome que representa Venda Nova. Nós tínhamos a polenta, a serenata, um coral maravilhoso e cheio de histórias. E hoje o município tem um registro internacional que é só nosso. E uma rota internacional, só nossa, só de Venda Nova. É um presente que o futuro de Venda Nova ganha. Dá para imaginar o quanto isso vale para esta comunidade?”, disse Leandro Carnielli.

 

O presidente da Câmara, Erivelto Uliana, salientou a importância da criação da Rota do Socol para o desenvolvimento do município. “Parabenizo a comunidade de Alto Bananeiras, pois foi por meio de um pedido dos moradores que foi dado o primeiro passo para a rota, e o vereador Márcio Lopez, que fez o projeto de lei. Foram várias reuniões para chegarmos à proposta final, feita a muitas mãos. Agora, nosso objetivo é levar a proposta para a Assembleia Legislativa para tornar a Rota do Socol uma rota estadual. Isso vai facilitar a liberação de verbas do Estado para melhorar o circuito, com pavimentação, por exemplo”, salientou Uliana.

 

A vereadora Aldi Caliman parabenizou o trabalho da Assocol e salientou a importância de se manter viva a chama da memória em uma cidade. “Todos os povos precisam preservar sua história. Parabéns pela Rota do Socol”, avaliou.

 

A Rota do Socol

De origem italiana, o socol é uma iguaria exclusiva de Venda Nova do Imigrante. É mais ou menos como o champagne, que só pode levar essa denominação se for produzido na região de Champagne, na França. Socol, portanto, só de Venda Nova. Se essa delícia nasceu da necessidade de armazenamento das carnes em uma época em que geladeiras e freezers eram sonhos distantes, hoje é um patrimônio do município, que gera renda, alimenta o turismo e transforma vidas. Dois selos ajudaram a tornar o socol único, com nome e sobrenome: o de Indicação Geográfica (IG) e o Selo Arte. 

 

A Rota do Socol contempla pontos dentro do território da Indicação Geográfica em Venda Nova, nos bairros Alto Bananeiras, Vila da Mata, Vila Betânea e Providência, Tapera. Os empreendimentos – Angelim Socol, Caprinova, Dona Martha Delícias, Família Brioschi, Fazenda Carnielli, Sítio Lorenção e Tio Vé Socol – fazem parte da Associação dos Produtores de Socol de Venda Nova do Imigrante (Assocol), que conta com 21 associados.

 

Para chegar ao desenho da rota, os vereadores promoveram reuniões com a Assocol, que foi uma das fomentadoras da IG. Com isso, eles puderam colocar no projeto os locais indicados e aqueles que fazem parte da área contemplada pela Indicação Geográfica (IG).

 

A solicitação da Indicação Geográfica foi feita em 2014, aprovada em junho de 2018 e publicada no mesmo mês e ano na Revista da Propriedade Industrial (RPI), produzida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

 

 

Com informações da Câmara de Venda Nova.

Confira mais Notícias

Economia

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º trimestre de 2024

Agricultura

Centro de Cafés Especiais do Espírito Santo é escolhido para avaliar grãos do Mato Grosso

PH do SOLO

Venda Nova irá doar calcário, mudas de café e pupunha para produtores

Ruraltur

Empreendedores da região Serrana vão participar de feira nacional no MS

Veja os premiados no leilão de cafés tardios de Venda Nova

Incaper

Tecnologias ajudam agricultores na produção de cafés especiais e sustentáveis

Agricultura

Inscrições abertas para Concurso de Qualidade do Melhor Tomate de Mesa de Venda Nova

Crescimento

Exportações do agronegócio capixaba alcançam R$ 8,25 bilhões em dez meses