FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Economia

Economia

18.05.2017


Dívidas no cartão de crédito? Saiba o que muda na forma de pagar a fatura

Consumidor que optar pelo pagamento mínimo do cartão de crédito deverá quitar o saldo remanescente, na fatura do mês seguinte

 

 

 

As dívidas com cartão de crédito têm levado muitos consumidores ao Procon-ES buscando a negociação. O pagamento mínimo da fatura, o empréstimo do cartão para amigos e familiares e o uso de forma desenfreada são as principais causas do endividamento.

 

Entretanto, mudanças definidas pelo Banco Central tendem a amenizar esse quadro. A partir de agora, o consumidor que optar pelo pagamento mínimo do cartão de crédito deverá quitar o saldo remanescente, na fatura do próximo mês, acrescido de juros e demais encargos, ou seja, o consumidor não poderá mais optar pelo pagamento mínimo como fez no mês anterior.

 

Ainda assim, o consumidor poderá optar pelo pagamento integral da fatura ou pelo parcelamento da dívida com parcelas fixas e juros mais baixos. Diversas opções de parcelamento serão mostradas na própria fatura. Com isso, o consumidor saberá exatamente quanto e por quanto tempo vai pagar a sua dívida.

 

A mudança vai possibilitar que o consumidor planeje os seus gastos mensais e saiba quanto exatamente vai pagar. É importante o acompanhamento dos gastos, a organização do orçamento para quem quer sair do vermelho.

 

A diretora-presidente do Procon-ES, Denize Izaita, explicou que planejamento e controle financeiro são palavras de ordem para quem deseja quitar as dívidas e limpar o nome. “Bom mesmo é pagar toda a fatura do cartão até a data de vencimento para evitar a cobrança de multas, juros e encargos. O pagamento mínimo do cartão de crédito, mesmo com as novas regras, só deve ser usado em situações de emergências e nunca como complemento de renda ou segundo salário”.

 

A diretora alertou, ainda, que o consumidor evite emprestar o cartão e que não assuma a dívida de terceiros. “Muitos consumidores relatam que ficaram com o nome sujo por emprestar o cartão para amigos e familiares que não pagaram a dívida. O consumidor deve cuidar do seu nome e do seu CPF”, disse Denize.

 

Para esclarecimentos sobre o parcelamento da fatura e as mudanças do rotativo, o consumidor poderá entrar em contato com um dos canais de atendimento da operadora do seu cartão de crédito. Cada instituição financeira poderá oferecer condições diferenciadas de parcelamento.

 

 

Fonte: asscom/Procon Estadual

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.