FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Economia

Economia

00.00.


Outubro fecha com saldo positivo de empregos na maior parte das cidades da Região Serrana

Tendência de aumento de vagas é geral: tanto o Espírito Santo quanto o país também registraram mais postos de trabalho no mês

 

 

 

Fernanda Zandonadi
jornalismofmz@gmail.com

 

Outubro foi um mês positivo para a maior parte das cidades da Região Serrana do Espírito Santo. As cidades responderam com saldo positivo de vagas, segundo os números divulgados por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. A cidade com maior saldo positivo de vagas foi Venda Nova do Imigrante, com saldo de 18 postos. Marechal Floriano, por outro lado, teve um número negativo no período, com 26 desligamentos a mais do que contratações. 

 

Variações sazonais à parte, no entanto, Marechal responde por 276 vagas abertas no período de 12 meses, que compreende novembro de 2016 a outubro de 2017. Nestes 12 meses, a cidade com maior número de postos fechados foi Vargem Alta, que perdeu 88 postos de trabalho.

 

No Espírito Santo, o saldo é positivo, com 1.555 vagas abertas em outubro e 1.245 postos a mais criados em 2017. No comparativo dos 12 meses, no entanto, o número ainda é pessimista. Foram 8.417 empregos estintos no Estado.

 

No país, a história se repete. Houve crescimento de 76.599 postos de trabalho em outubro, variação positiva de 0,20% em relação ao mês de setembro. No ano, 217.402 vagas a mais. Nos últimos 12 meses, o resultado ainda é negativo, com redução de 294.305 postos de trabalho. O número corresponde a uma retração de 0,76% em relação aos empregos celetistas para o mesmo período de outubro de 2016.

 

Números do emprego na Região Serrana do Espírito Santo
Infogram

 

Setores que puxaram retomada

 

O aumento do número de empregos formais em outubro foi puxado pelos setores de comércio, indústria de transformação e serviços. O resultado de outubro é o melhor do ano até agora. O comércio foi o setor que mais se expandiu no último mês, com 37.321 novos empregos formais, dos quais 30.187 no comércio varejista.

 

Para o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, a entrada em vigor da nova legislação trabalhista vai influir positivamente no mercado de trabalho formal do país. “Em que pese os 45 milhões de trabalhadores na informalidade, nós temos a convicção de que só os contratos nas novas modalidades, como a jornada parcial, jornada de trabalho intermitente e teletrabalho, teremos mais 2 milhões de empregos novos.”

 

De acordo com o ministro, os empregos com jornada intermitente, por exemplo, devem surgir em setores de serviço como bares e restaurantes e de Tecnologia da Informação (TI).

 

Em relação à contagem dos empregos formais com jornada intermitente, uma vez que o trabalhador poderá ter mais de um contrato, Nogueira disse que a regra será “um trabalhador, uma vaga [computada pelo Caged]”.

 

Para se adaptar às novas modalidades de contratação, o sistema de dados do Caged passará a incluir informações sobre salário/hora/atividade.

 

Nogueira reconheceu que o trabalhador intermitente ainda não pode ser contado na série histórica do Caged, e disse que, em dezembro, quando forem incluídas as modalidades criadas pela nova lei trabalhista, a divulgação dos números do cadastro será feita separadamente.

 

Com agências

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.