FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Greve dos caminhoneiros

Greve dos caminhoneiros

29.05.2018


Gás, comida, gasolina: veja como está o abastecimento na Região Serrana

Combustível começa a chegar aos postos e medicamentos também são liberados para algumas farmácias

 

 

 

A paralização dos caminhoneiros entra em seu nono dia. Os impactos do desabastecimento já estão sendo minimizados com a chegada de caminhões tanque que são escoltados por policiais militares até os postos de combustível. O gás de cozinha, no entanto, já falta na maior parte dos postos de revenda da Região Serrana.  Confira a situação do abastecimento:

 

Gás de cozinha
As revendas de gás de Venda Nova estão com os estoques zerados. Em alguns comércios, já não há o produto desde a última quinta-feira.  Segundo os comerciantes, há muita procura, inclusive, de pessoas que já estão sem gás para cozinhar, não apenas querendo fazer um estoque de emergência. Não há previsão de que novas botijas cheguem à cidade. 

 


Gasolina
No início da tarde desta segunda-feira (28), o Posto Esmig recebeu,  15 mil litros de gasolina. Uma fila imensa se formou e o combustível terminou às 20h. Para esta terça, há combustível em postos de Pedra Azul e Fazenda do Estado e previsão de chegada, ainda hoje, no posto Venturim e Franel, em Venda Nova.


 
Farmácias
Nas farmácias, ainda não há falta de medicamentos e a previsão, em alguns pontos, é de que ainda nesta terça tenha entrega de produtos. Segundo um farmacêutico, os caminhoneiros estavam liberando a passagem de produtos de saúde, no entanto, não havia gasolina para o transporte pulverizado. Como a gasolina, aos poucos, está voltando às bombas, há previsão de chegada de medicamentos às farmácias. Um outro atendente informou que, com o estoque que tem, consegue atender à população nos próximos dias.

 

Supermercados
Em Venda Nova, os supermercados também trabalham com os produtos que estão em estoque. Frutas, legumes e verduras estão com pouca qualidade, já que não há onde comprar diariamente. Segundo informaram, o impacto maior será no início do mês, caso a greve não termine, já que muita gente faz a compra logo após receber salários. Mas, por enquanto, itens essenciais não estão faltando. 

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.