FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Polícia

Polícia

05.11.2019


Empresário de Venda Nova tem whatsApp clonado após fazer anúncio em site de vendas

Crime de clonagem de WhatsApp já atingiu 8,5 milhões de pessoas em todo o Brasil

 

 

 

Redação FMZ

jornalismofmz@gmail.com

 

O empresário Marcelo Dalfior foi vítima de um golpe em que teve seu aplicativo de mensagens WhatsApp clonado. O fato aconteceu na manhã desta terça-feira (5), após Marcelo realizar um anúncio no site de vendas OLX e fazer uma confirmação de dados.  

 

De acordo com Marcelo, após o procedimento na internet, o aplicativo disparou mensagens falsas para seus contatos pedindo que fossem realizados depósitos em dinheiro em uma conta bancária. Devido ao golpe, o usuário teve o aplicativo bloqueado, ficando impossibilitado de enviar mensagens. O empresário irá registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Venda Nova.

 

Marcelo pede que as pessoas fiquem atentas as mensagens falsas recebidas do seu número do aplicativo.

 

Golpe no Instagran

Além do WhatsApp, os golpes também estão ocorrendo nas redes sociais. A cirurgiã-dentista Lorena Zandonadi teve seu perfil no Instagran hackeado recentemente. Como aconteceu com Marcelo, mensagens foram enviadas para os contados de Lorena pedindo depósito em contas bancárias. Os hackers inclusive, conversavam com os contatos e citaram nome de familiares de Lorena. Dois amigos, que acreditaram no falso pedido, realizaram depósitos na conta dos criminosos.

 

De acordo com Lorena, nove contas bancárias diferentes foram utilizadas nas mensagens. Após dois dias da clonagem, a usuária conseguiu recuperar sua conta no Instagran que ficou bloqueado desde o dia da clonagem.

 

Vítimas em todo o Brasil

Segundo informações do site Techtudo.com, crime de clonagem de WhatsApp já atingiu 8,5 milhões de brasileiros. O levantamento mostra que, a cada dia, 23 pessoas são vítimas dessa modalidade de golpe em todo o país. Vazamento de conversas privadas, envio de links maliciosos para outros contatos e solicitações de dinheiro aos amigos estão entre os principais prejuízos trazidos pela clonagem do mensageiro.

 

"Para clonar uma conta de WhatsApp, o cibercriminoso cadastra indevidamente o número de telefone do usuário em outro dispositivo e, após esse processo, um SMS contendo um código de liberação de acesso é enviado ao celular da vítima. Depois, ela é induzida a fornecer esse código ao hacker e, em seguida, a sua conta de WhatsApp é bloqueada", explica Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança.

 

Como se proteger?

A PSafe alerta que o usuário jamais deve informar a terceiros o código de liberação de acesso do WhatsApp. É importante, além disso, ativar a verificação em duas etapas para reforçar a segurança da conta e evitar conectar o celular em redes Wi-Fi desconhecidas. Se possível, instale um aplicativo para proteger o mensageiro com senha.

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.