FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Saúde

Saúde

27.12.2019


80% dos focos do Aedes aegypti estão dentro das residências

O verão é a estação perfeita para o aumento da incidência de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti

 

 

 

 

O verão chegou e com ele as altas temperaturas que, associadas às chuvas que se tornam mais recorrentes. É a estação perfeita para o aumento da incidência de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

 

Por isso, é preciso evitar o acúmulo de água limpa e parada em ambientes domésticos. De acordo com o último ranking divulgado pelo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRA’a), 80% dos focos do mosquito estão nas residências da população. Entretanto, outros ambientes como oficinas, cemitérios e quadras poliesportivas também precisam ser fiscalizados e limpos regularmente para evitar a proliferação do mosquito.



Os dados do LIRA’a mostram que objetos como vasos com água, pratos pingadeiras, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros, objetos religiosos e materiais em depósitos de construção são responsáveis por 25% dos criadouros do inseto.



Em segundo lugar, com 23%, estão os tanques em obras, borracharias, hortas, calhas, lajes, toldos, ralos, piscinas não tratadas, fontes ornamentais, floreiras ou vasos em cemitérios, cacos de vidros em muros e outras obras arquitetônicas.



A terceira posição, com 23%, é ocupada pelos seguintes objetos: toneis, tambores, barris, depósitos de barro, cisternas, caixas d’água e captação de água em poços.



Já os lixos, sucatas em pátios, ferros-velhos e entulhos de construção ocupam a quarta posição do levantamento, com 12%. Os depósitos de alvenarias e tambores são 9%, ocupando o quinto lugar dos focos do mosquito.

 

Os pneus e outros materiais rodantes representam 7% dos criadouros, no sexto lugar. E em último lugar, com 1%, estão os buracos em árvores e rochas e restos de animais.

 

Veja aqui o 51º boletim da dengue.

Veja aqui o 51º boletin de zika.

Veja aqui o 51º boletin de chikungunya.

 

Como eliminar o mosquito

Para eliminar o vetor, é necessário que toda a população esteja atenta e empenhada na eliminação dos criadouros do Aedes aegypti.

 

Os quintais devem estar sempre varridos. Além disso, é preciso colocar todas as garrafas vazias de cabeça para baixo, escovar as bordas das vasilhas de água e comida de animais, além de vedar as caixas d’água e tonéis.



A limpeza deve ser realizada uma vez por semana, sempre no mesmo dia, para interromper o ciclo do mosquito.

 

Com informações da Secretaria de Estado da Saúde.

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.