FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Polícia

Polícia

03.01.2020


Segurança: menos crimes e mais abordagens nos municípios da região Serrana em 2019

Houve redução de delitos como homicídios, lesão corporal e aumento significado de abordagens a pessoas e veículos

 

 

 

 

Edézio Peterle

jornalismofmz@gmail.com

 

Os números registrados em 2019 mostram que a criminalidade diminuiu nos município que integram a 2ª Cia Independente da Polícia Militar: Afonso Cláudio, Conceição do Castelo, Venda Nova do Imigrante e Laranja da Terra. Dentre as estatísticas, a queda do número de homicídios merece destaque, representando uma diminuição de 61,5% em relação ao ano de 2018. O número consolida a região com a menor taxa de mortes violentas no Espírito Santo.

 

No ano passado, cinco pessoas foram mortas na região que engloba as quatro cidades, número menor do que as 13 mortes registradas em 2018. Outros crimes contra a pessoa também diminuíram, no período de janeiro a dezembro, comparando os dois últimos anos. Houve uma redução de 18,5 % nas ocorrências de tentativa de homicídio e menos 28 % de casos de lesão corporal.

 

Os crimes de furto e roubo também diminuíram, porém em porcentagens menores. De acordo com os dados da PM, houve um aumento no número de furto de veículos na região. Em 2018, 18 veículos foram furtados e, no ano passado, esse número subiu para 29.

 

A comandante da 2ª Cia Ind. da Polícia Militar, Major Marinete Félix Cordeiro, ressaltou que os números comprovam uma diminuição na criminalidade na região em 2019. “O único tipo de furto e roubo que nós tivemos um aumento, comparado ao ano anterior, foi a questão de furto e roubo de veículos que aumentou na nossa região, por isso a necessidade de continuarmos com campanhas de conscientização pedindo para que população tome mais cuidado com seus veículos, evitando deixar chave na ignição, e também veículos estacionados em locais ermos”, orientou Major Félix.

 

Essa diminuição da criminalidade vem acompanhada de um aumento considerável da produtividade na rotina do trabalho dos policiais militares. De janeiro a dezembro de 2019, 18.117 pessoas foram abordadas nas quatro cidades, o que equivale a um aumento de 77,9% de realização do procedimento de segurança durante policiamentos.  As abordagens a veículos somaram 11.574 entre carros, motocicletas, coletivos e táxis; 82,5%  a mais do que em 2018.  

 

A comandante acredita que as estratégias utilizadas pelo comando para aumentar o número de abordagens de veículos e pessoas e também a organização da população civil, através do projeto “Rede de Comerciantes Protegidos”, nos quatro municípios da região, contribuíram para uma maior integração entre a sociedade e a Polícia Militar. Um fator importante para os bons resultados também foi a interações entre instituições policiais (PM, PC, PRF).

 

“O objetivo agora é manter as boas práticas de policiamento ostensivo, interação e conscientização da sociedade civil para  alcançar bons resultados também em 2020.”, completou Major Félix.

 

Violência no trânsito

Se por um lado, os números da criminalidade representam um saldo positivo na segurança da região, o mesmo não ocorre nas estradas. O balanço da Polícia Militar aponta para um aumento de mortes e pessoas feridas devido acidentes com carros e motocicletas. As estatísticas chegam a ser maiores do que agressões criminosas como tentativa de homicídio e lesão corporal.

 

Em 2019, oito pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito e 327 ficaram feridas na região de abrangência da 2ª Cia. Ind. No total,  413 ocorrências de trânsito foram registradas no período de janeiro a novembro do ano passado.

 

“Os números são alarmantes. Se compararmos a quantidade de acidentes de trânsito e de vítimas de outros crimes como tentativa de homicídio e lesão corporal, veremos que as ocorrências no trânsito são muito maiores. Somado o número total de vítimas de 2019 desses dois crimes, não chega a 60% do número de vítimas de acidentes de trânsito”, explica a comandante da 2ª Cia. Ind.

 

“A chance de você ter um prejuízo decorrente de trânsito é bem maior do que ser vítima de um crime contra o patrimônio, como furto ou roubo, seja de residências, estabelecimentos comerciais ou de veículos”, ressalta a Major.

 

Diante dos números de 2019, fica o alerta da Polícia Militar para a importância de manter os cuidados necessários na direção de um veículo, preservando a vida do próprio condutor, de terceiros e de pedestres. Como os números comprovam, as chances de ser uma vítima parcial, com conseqüências mais graves, sequelas, e até mesmo a morte, são maiores do que ser vítima de outros crimes.

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.