FMZ A RÁDIO DA FAMÍLIA

Home Notícias Polícia

Polícia

06.01.2021


Envolvido em execução em Venda Nova cometeu crime durante a “saidinha” do presídio

Crime ocorreu em setembro. Três participantes no assassinato já foram presos, incluindo a irmã da vítima. Um homem de 23 anos está foragido e é acusado de outros crimes cometidos durante saída do sistema prisional

 

 

 

Redação FMZ

jornalismofmz@gmail.com

 

Na manhã desta segunda-feira (6), a Polícia Civil concedeu uma coletiva de imprensa, onde apresentou os detalhes de um assassinato ocorrido no localidade dos “Brambillas”, na estrada para o distrito de Alto Caxixe, no último dia 15 de setembro. Dos quatros envolvidos no crime, três foram presos e um está foragido. A polícia procura por ele, um homem de 23 anos, que participou do crime durante o benefício da “saidinha” do presídio.

 

Segundo o titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Alberto Roque Peres, o assassinato resultou de um roubo a mando da irmã da vítima. A investigação demonstrou que ela devia R$ 17 mil ao irmão. A mandante planejou o roubo na casa do irmão, envolvendo outros três jovens, incluindo familiares. Como no momento do crime a vítima reconheceu os envolvidos, ele foi morto com cinco tiros na cabeça

 

“O caso foi um Latrocínio, roubo seguido de morte, podendo a pena ser de 30 anos de reclusão. A vítima era moradora da Peçanha, comunidade do município de Domingos Martins e fazia empréstimos a juros. Por conta dessa dívida, a mandante solicitou ao seu genro para que efetuasse um roubo na casa dele. A mandante informou que havia cerca de 20 mil reais no local e queria também as notas promissórias da sua dívida”, detalhou Roque.

 

Ainda segundo o delegado, um dia antes do fato, no dia 14, ela levou esse genro até a casa da vítima que fica em um local afastado de difícil acesso. No dia seguinte, por volta de 19 horas, o grupo composto por três pessoas foi até o local para efetuar o roubo. “Como foram reconhecidos pela vítima, eles a amarraram e levaram até o distrito do Caxixe, onde a executaram com cinco disparos”, explicou.

 

De acordo com o chefe da DHPP, as investigações conseguiram trazer provas substanciais sobre esses fatos, tanto que foram decretadas as prisões de todos os envolvidos. Um deles ainda está foragido. A irmã da vítima, a mandante do roubo, foi presa em sua residência no distrito de Castelinho, em Vargem Alta.

 

O segundo envolvido, de 19 anos, irmão do foragido e genro da mandante, foi preso no último sábado (2), em Piúma. O terceiro participante do crime, 21 anos, amigo da mandante, foi detido no dia 25 de novembro.

 

“Saidinhas”

Um dos envolvidos no crime, o único que ainda não foi preso, estava usufruindo do benefício da “saidinha” temporária do presídio quando participou do assassinato. “Ele cometeu o crime no dia 15 de setembro, e no dia seguinte, ele retornou ao sistema prisional. Em outubro, ele foi beneficiado novamente com essa saída, e ao descobrir que estava envolvido em uma investigação policial, ele não retornou ao presídio”, revelou o delegado.

 

De outubro até hoje, o foragido é acusado de mais dois roubos e um homicídio ocorrido no distrito de Castelinho, Vargem Alta. 

 

O Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Coronel Alexandre Ofranti Ramalho, participou da coletiva e disse sobre o prejuízo que o benefício da “saidinha” causa à sociedade. “Estamos falando de um indivíduo extramamente violento e cruel. Estamos com uma soma de esforços para novamente colocar esse indivíduo no presídio. Tivemos a saída do Natal de mais 1000 presos e 87 não voltaram, pessoas ligadas ao tráfico, vai morrer ou vai matar. Precisamos discutir essa Legislação!”, disse o Secretário.

 

 

 

 

 

Comentários Facebook


 

 


Facebook


Twitter


Clima

(28) 3546-3068

radiofmz@radiofmz.com.br

 

Av. Ângelo Altoé, 886 - Ed. Esmig - Sala 01 - Centro - CEP - 29375-000 - Venda Nova do Imigrante (ES)


© 2017 Rádio FMZ. Todos os direitos reservados.