- Tamanho da Letra+  . Imprimir Notícia
Comentários Comentários
20/2/2013 17:13:22
Fundada Associação dos Produtores de Socol
Entidade foi criada em Venda Nova para dar prosseguimento ao processo de Indicação Geográfica do produto
 

* Leandro Fidelis

(leandro@radiofmz.com.br)

 

O socol acaba de ganhar uma associação em Venda Nova do Imigrante. Foi criada no último dia 21 de janeiro a Assocol- Associação dos Produtores de Socol, congregando 22 associados do município. Ainda em processo de regularização, a entidade visa dar prosseguimento ao processo de Indicação Geográfica- IG do produto, iniciado pelo Sebrae em 2010.

 

A Assocol promoveu sua assembleia geral de fundação no auditório do CRAS, com a participação dos representantes do Sebrae/ES Nelsimar Bastos Gonçalo e Anselmo Buss Júnior, que vão coordenar o processo para aquisição da chancela da IG do socol de Venda Nova.

 

Em eleição aberta, foram nomeados para a diretoria executiva da Assocol: Edines José Lorenção (presidente), Alvécio Falqueto (vice-presidente), Albertina Zandonade Carnielli (secretária), Regina Falqueto (tesoureira), Carmem Feitosa Altoé e Evandro Rosa Falqueto (Conselho Fiscal), Renato Brioschi (diretor do Conselho Curador), Bernadete Maria Lorenzoni Lorenção (vice-diretora), Angelo Falqueto (membro conselheiro do Conselho Regulador) e ainda como representantes das instituições técnico-científicas: Frederico Lorenção e Renata Carnielli do Nascimento, ambos com conhecimento na área de saúde e de alimentos.

O mandato dessa diretoria constituidora da associação vai até o próximo mês, quando será realizada a assembleia geral para eleição da presidência que ficará à frente nos próximos dois anos.

 

“É de total importância a criação da associação como marco histórico na consolidação de um grupo para a construção dos trabalhos da Indicação Geográfica do socol”, destacou Nelsimar Gonçalo (Sebrae).

De acordo com Albertina, a Assocol é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter filantrópico, cultural e promocional para representar a classe de produtores no município. Dentre os objetivos, ela destaca o resgate, a preservação e o fortalecimento da cultura do uso e dos costumes do socol na tradição gastronômica local, a proteção da IG, a integração e a contribuição para o desenvolvimento do agroturismo e das famílias envolvidas e a criação de um selo específico para o socol de Venda Nova.

 

“Por meio da Assocol, vamos incentivar os associados a introduzirem melhorias em suas instalações e técnicas de manipulação adequadas para agregar valor ao produto”, disse Albertina, que também é presidente da Associação de Desenvolvimento Regional do Agroturismo- Agrotur.

 

Um cronograma de ações foi elaborado para as próximas etapas. Segundo Nelsimar, ainda faltam os trâmites legais para aprovação do estatuto social, averbação da ata de fundação e registro da Assocol em cartório. Também será analisada a necessidade de um novo convênio junto ao Sebrae e a contratação de equipe técnica para desenvolver o processo da IG.

 

O presidente da Assocol, Edines José Lorenção, disse acreditar na melhor organização do processo produtivo do embutido e no benefício aos associados. “Temos que proteger nosso produto, que deve ter o mesmo processo de cura em todos os pontos de fabricação delimitados em Venda Nova. Isso vai garantir melhor apresentação no mercado e mais divulgação para chamar o turista.”

Socol curtindo para a festa em Alto Bananeiras

 

Em Alto Bananeiras, zona rural de Venda Nova, mais de 300 socóis já estão quase prontos para a festa marcada para os dias 4 e 5 de maio, naquela localidade. As peças, de tamanhos variados, estão curtindo em um galpão da casa do casal Alvécio Falqueto e Rita Zambão.

 

Um grupo de oito voluntários dedicou dois dias para transformar 430 quilos- 30 a mais que no ano passado- de carne de porco em socol na segunda quinzena de janeiro e início de fevereiro. De acordo com Alvécio, serão necessários pelo menos dois meses para chegar ao ponto de cura. “Com o calor que está fazendo, acho que vão curtir mais rápido.”

 

Nos próximos 30 dias, ainda segundo o produtor, as peças menores já poderão ser refrigeradas. O peso médio é de 600 gramas. Durante a festa, o socol é servido em porções fatiadas ou inteiro. 

 
Veja Mais
Batata baroa é tema de Encontro Técnico em Marechal Floriano
Incentivo à produção de café de qualidade na região de Limoeiro em Castelo
Financiamento para produtores de café investirem em tecnologia
Produtores recebem sementes de milho "Capixaba Incaper 203"
Colheita de uva continua em São Bento de Urânia
Domingos Martins ganha destaque na produção de uva
  Comentários
Nenhum Comentário encontrado.
  Deixe seu Comentário.
Nome;
 
Avaliação:
Cidade, Estado, País:
 
E-mail(Não será publicado):
 
Seu comentário
 
topo