FMZ A Rádio
da Família

Aves de volta para a natureza

O Centro de Reintrodução de Animais Selvagens- Cereias e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizaram na manhã de ontem a soltura de 82 aves em uma propriedade em Domingos Martins. Os animais estavam no Cereias e passaram por processo de adaptação para serem devolvidos ao seu habitat natural. Entre as espécies libertadas, canários-da-terra, trinca-ferro, sanhaços, melros e um tucano.

“O animal que é solto depois de estar no cativeiro ainda está se adaptando, então é muito fácil de ser capturado. Esse é um dos motivos pelo qual não podemos informar o local em que esses bichos são libertados”, explica o biólogo do Ibama, Jacques Passamani.

Nas primeiras semanas, é recomendado que se façam comedouros para esses animais. “Isso minimiza o estresse pela busca de alimentos”, diz o biólogo do Cereias, José da Penha Rodrigues. Ele também explica que quando chegam ao Cereias, os animais passam por análises clínicas e de comportamento. “Antes de serem liberados, vão para o viveiro de vôo para se adaptarem”, completa.

O biólogo lembra que a soltura não pode ser feita por qualquer pessoa. “Em primeiro lugar por causa do risco do animal não sobreviver, por não passar pelo processo de adaptação. Em segundo lugar porque não foi avaliado se esse animal tem alguma doença e se pode contaminar outras espécies. E por último porque a pessoa não vai saber identificar a espécie e o habitat de ocorrência natural do bicho”, explica Jacques.

Controle

De acordo com Jacques Passamani, ainda não é possível calcular qual porcentagem dos animais que são soltos sobrevivem no meio ambiente. “Para tentar monitorar quantos animais permanecem na propriedade e quantos migram para outras áreas, os pássaros liberados a partir de agora serão marcados com anilhas. Assim, contaremos com a ajuda dos proprietários das áreas para fazer um monitoramento dessas aves”, afirma o biólogo. Alguns animais libertados ontem já estavam anilhados.

Sobre o Cereias

O Centro de Reintrodução de Animais Selvagens foi fundado em 1993 com o objetivo de reintroduzir em seu habitat os animais apreendidos pelo Ibama e pela Polícia Ambiental. Desde a sua fundação até agosto desse ano, o Cereias já recebeu mais de 66 mil animais. Desse total, aproximadamente 51 mil foram devolvidos ao seu habitat. As solturas correspondem a 78% dos animais que passam pelo Cereias, e as transferências e óbitos, a 3% e a 19%, respectivamente. O restante dos animais encontram-se em recuperação no Centro.

Confira mais Notícias

Definido calendário do IPVA 2024 para o Espírito Santo

Governo do Espírito Santo anuncia pagamento de abono salarial em dezembro

Procon-ES alerta quanto às armadilhas do verão

Secretaria Estadual de Educação realiza processo seletivo para Cuidador

Nova espécie de planta é descoberta no Espírito Santo

Novos pároco e vigário da Paróquia São Pedro tomam posse em Venda Nova

Transportadores de cargas têm até dia 31 de janeiro para se tornarem MEI Caminhoneiro

Parque Estadual do Forno Grande recebe exposição fotográfica `Aves de Caetés´