FMZ A Rádio
da Família

Esporte

Capixaba 2024: Nos pênaltis, Rio Branco vence o Rio Branco VN e é campeão

Em 2020, na pandemia da Covid-19, com os estádios fechados para os torcedores, o Rio Branco-ES perdeu o título do Campeonato Capixaba para o Rio Branco VN. Quatro anos depois, neste sábado, com a força da sua torcida, no Kleber Andrade, o Capa-Preta levantou a taça. Após a derrota no tempo normal, por 1 a 0, o Brancão venceu o time de Venda Nova, nos pênaltis, por 3 a 2, e festejou a sua 38ª conquista estadual.

No tempo normal, o Rio Branco VN levou a melhor. No último lance do primeiro tempo, Pepeu recebeu um passe de Bersan e, com espaço, finalizou de fora da área. A bola fez uma curva e enganou o goleiro Neguete.

Nas penalidades máximas, o Rio Branco-ES perdeu as duas primeiras cobranças e viu o xará abrir 2 a 0. Mas, o Capa-Preta contou com a bola na trave, na batida de Juan Silva, com duas defesas de Neguete e com os gols de Dieguinho Potiguar e Edinho para garantir a taça.

Campeão capixaba de 2024, o Rio Branco-ES será um dos representantes do Espírito Santo na Série D do Campeonato Brasileiro 2025. Com o título, o Brancão também ganhou o direito de jogar a Copa Verde do ano que vem. Com as duas competições, mais a vaga da Copa do Brasil, que já havia conquistado por chegar à decisão, o Capa-Preta terá um calendário completo em 2025.

O jogo

O Rio Branco VN, precisando de pelo menos um gol, para levar a decisão para os pênaltis, mostrou muito mais atitude no primeiro tempo. Com mais disposição, o time de Venda Nova do Imigrante encontrou um Rio Branco-ES apático, abrindo mão de jogar e buscando administrar o resultado favorável do jogo de ida. O Brancão Polenteiro criou mais oportunidades, chegou a balançar as redes, mas teve o gol anulado, acertou o travessão e, no último lance antes do intervalo, abriu o placar em um lindo chute do atacante Pepeu.

Perdendo, o técnico Rodrigo César mexeu no meio de campo do Rio Branco-ES. O Capa-Preta conseguiu equilibrar as ações em campo, mas o Rio Branco VN era mais objetivo e perigoso. Aos 13 minutos, Neguete fez uma grande defesa, em uma finalização de Bersan. O tempo passava, o jogo ficava mais faltoso e menos jogado. Sem alteração no placar, a disputa do título foi para as penalidades máximas.

Os pênaltis

O time de Venda Nova começou abrindo 2 a 0, após converter com o Roberto Júnior e Arthur Faria, e com o goleiro Pedro Pires os penais de Aloísio e Maranhão. Porém, a virada do Rio Branco-ES começou quando Juan Silva acertou a trave. Depois disso, os Polenteiros tiveram dois pênaltis defendidos por Neguete. Pelo lado Capa-Preta, Dieguinho fez o primeiro, depois Augusto Potiguar empatou e, por último, o craque Edinho ficou responsável por cobrar o pênalti que deu o título capixaba ao Rio Branco.

Com informações do Globo Esporte ES.

Confira mais Notícias

Aventura

Aventura e adrenalina: sucesso da 8ª edição do Polenta Off Road em Venda Nova

8º Polenta Off Road: aventura, música e gastronomia em Venda Nova do Imigrante

Falta 1 mês para o Polenta Off Road 2024 em Venda Nova

Esporte

CBF confirma Fluminense x Atlético/MG no estádio Kleber Andrade

Internacional

Atleta japonês vai ministrar curso em Venda Nova do Imigrante neste domingo (21)

Esporte

Jogo do Rio Branco de VNI na final do Capixabão será transmitido no Polentão

Esporte

Competição que mescla caminhada e voo livre terá chegada em Venda Nova

Esporte

Rio Branco VN vai à final do Capixabão e garante vaga na Copa do Brasil