FMZ A Rádio
da Família

Dia Internacional da Síndrome de Down: por que se usam meias coloridas nesta data

Em geral, os bebês nascem com 46 cromossomos. No caso daqueles com síndrome de Down, há uma cópia extra de um deles: o cromossomo 21. 

Por conta disso, a síndrome também é conhecida como trissomia do cromossomo 21, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), a maior autoridade de saúde norte-americana.

A síndrome leva o nome de John Langdon Down, um médico britânico que foi o responsável por identificá-la pela primeira vez, informa a Sociedade Canadense de Síndrome de Down (CDSS, em inglês).

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), a síndrome de Down ocorre em todo o mundo e afeta, de maneira distinta, a capacidade de aprendizagem, as características físicas e a saúde das pessoas.

Quais os tipos de síndrome de Down

Existem três tipos de síndrome de Down, segundo os CDC. Um deles é chamado de trissomia 21 livre (ou simples), no qual cada célula do corpo tem três cópias separadas do cromossomo 21 ao invés de duas.

Outro tipo é a síndrome de Down por translocação. Ela ocorre quando há um cromossomo 21 (inteiro ou uma parte dele) “grudado” a um outro cromossomo, em vez de estar separado.

O terceiro tipo é o mosaicismo (síndrome de Down com mosaico). “No caso das pessoas com mosaicismo, algumas das células possuem três cópias do cromossomo 21, mas outras têm as típicas cópias do cromossomo 21. Essas pessoas podem apresentar as mesmas características que outros indivíduos com síndrome de Down”, informam os CDC. 

A instituição relata, no entanto, que nesse terceiro tipo, as pessoas podem ter menos características da síndrome devido à presença de algumas (ou muitas) células com cromossomos sem a trissomia. 

Até o momento, não se sabe com certeza o que gera a síndrome de Down e nem quais são os fatores envolvidos. 

Os CDC esclarecem que um dos fatores que aumenta o risco de ter um bebê com síndrome de Down é a idade da mãe. “As gestantes com 35 anos ou mais têm mais probabilidade de ter um bebê com síndrome de Down do que as mulheres que engravidam mais jovens.”

Por que o Dia da Síndrome de Down é comemorado

A Assembleia Geral da ONU estabeleceu, em 2011, que o dia 21 de março seria o Dia Internacional da Síndrome de Down para dar visibilidade e estimular a conscientização.

Com a data, a ONU pretende também “relembrar a dignidade inerente, o valor e as contribuições que essas pessoas possuem como promotoras do bem-estar e da diversidade de suas comunidades”.

A organização quer, dessa forma, ressaltar a importância da autonomia e da independência individual das pessoas com síndrome de Down. A mensagem central da comemoração de 2023 é sintetizada pela frase “Conosco, não para nós”.

Por que são usadas meias coloridas no dia 21 de março

Na data, é comum ver pessoas com meias  de diferentes cores. Trata-se de uma forma de chamar a atenção para a causa e despertar a curiosidade da população.

A intenção é que as pessoas, ao verem as meias coloridas, iniciem uma conversa sobre isso e, assim, seja possível difundir informações de conscientização, informa a World Down Syndrome Day, página oficial do Dia Mundial da Síndrome de Down.

Confira mais Notícias

Justiça

TRE-ES e TJES inauguram em Brejetuba o primeiro Ponto de Inclusão Digital do ES

Eleições

Prazo para tirar título no cartório eleitoral vai até 8 de maio

Cidades

Prefeitura entrega novos veículos a entidades filantrópicas de Venda Nova

Sorte

Aposta do ES fatura sozinha mais de R$ 4 milhões na Lotofácil

Encontro com guias de turismo fortalece o setor nas Montanhas Capixabas

Anvisa proíbe venda de álcool líquido 70% a partir de 30 de abril

Oportunidade

Governo do ES abre 10 mil vagas em cursos on-line no QualificarES

Governo do ES lança 7.000 vagas no CNH Social 2024