FMZ A Rádio
da Família

Diretor e locutor da Rádio FMZ, Chico Zandonadi, recebe a Comenda Padre Cleto Caliman

Chico Zandonadi recebe a comenda dos vereadores Erivelto Uliana, presidente da Câmara e Márcio Lopes, secretário. 

 

O diretor e locutor da Rádio FMZ 107.1 FM, Francisco Ivan Zandonadi, foi um dos agraciados com a Comenda do Imigrante "Padre Cleto Caliman, na Sessão Solene realizada pela Câmara Municipal, no último dia 10 de maio, em alusão ao aniversário de 35 anos da emancipação de Venda Nova. 

 

Em seu discurso, Chico relembrou a história do município desde a chegada da primeiras famílias italianas, passando pelas raízes do voluntariado e do engajamento comunitário que resultou na criação de diversas entidades e organizações que levaram Venda Nova ao desenvolvimento no decorrer dos anos. 

 

Veja um breve histórico de Chico Zandonadi.

 

Francisco Ivan Zandonadi, o “Chico da Rádio”, nasceu em Venda Nova do Imigrante em 17 de outubro de 1954. É filho de Caetano Zandonadi e Jordelina Caliman Zandonadi e tem 11 irmãos. Casou-se com Sirley Brozinga Zandonadi, com quem têm dois filhos: Gabriel e Isabela. Aos 11 anos, saiu de casa para estudar em colégios religiosos. Primeiro foi para a Fazenda do Centro, depois Castelo e, para continuar o ensino médio, mudou-se para o seminário no interior de São Paulo, na cidade de Franca.

 

Concluiu os cursos superiores de Filosofia e Teologia em São Paulo capital, onde fez também o curso de Jornalismo. Na época, ele estudava para ser fazer os votos e ser ordenado padre. No entanto, desistiu da ordenação e casou-se com Sirley. Depois de casado, trabalhou em uma produtora de vídeos chamada Verbo Filmes, da congregação Verbo Divino. Foram cinco anos na função, produzindo vídeos com conotação religiosa e também comerciais. 

 

A volta para Venda Nova ocorreu em 1992, após o nascimento do primeiro filho, Gabriel. A vida corrida na capital paulista levou o casal a optar pelo interior capixaba. Propôs à família montar um comércio e, após conversas, decidiram que um bom caminho seria montar uma padaria, a Bel Pan, na Vila Betânia. 

 

Ao retornar à terra natal, além de atuar no comércio, participou ativamente de vários movimentos culturais e educacionais da cidade. O primeiro deles foi ao lado da esposa, Sirley, que é psicopedagoga. Abriram a escola Piccolo Mondo, que propôs um novo modelo educacional e uniu pais que, futuramente, implantaram o cooperativismo educacional em Venda Nova. 

 

Atuou na Apae, foi da diretoria do Hospital Padre Máximo, Ministro da Palavra na Igreja Católica e atua fortemente na Festa da Polenta como apresentador do Desfile de escolha da rainha da festa e demais shows e apresentações. 

 

Francisco Ivan brinca que é conhecido ora como Chicão da Padaria, ora como Chicão da Rádio. Isso porque, ao lado dos trabalhos na Bel Pan, ele fez e faz história na cidade como diretor e locutor da Rádio FMZ, emissora educativa da Fundação Máximo Zandonadi. Braço da Comunicação da instituição, a Rádio FMZ foi implantada em maio de 2003, ou seja, há 20 anos. Francisco Ivan foi um dos idealizadores do projeto. Ele conta que, após o ganho de concessão e comprados os equipamentos, Dom Décio Sossai Zandonadi, um dos fundadores da FMZ, convidou-o para montar a emissora.  

 

Nas palavras de Chico, “era tudo muito simples no começo, contava com equipamentos de uma rádio comunitária: mesa bem barata, um computador e apenas um microfone. Para termos um pouco de acústica, forramos as paredes com crivos de ovos. Não tínhamos pedestal para o microfone, o fizemos a partir de uma luminária. Logo no início, só tinha programação musical, não tínhamos programas. Aí comecei a fazer um programa logo cedo, lendo notícias do jornal, já que na época não tinha internet. Assim, fomos estruturando a rádio”, conta Chico, que comanda o Café nas Montanhas, programa que é sucesso em Venda Nova do Imigrante e entorno.

 

Hoje, além do matinal, Francisco Ivan comanda o Viajando na Música, aos sábados. Mescla músicas com notícias e nunca se esquece de fortalecer as raízes culturais de Venda Nova do Imigrante, seja por meio de entrevistas, de cancionetas ou por palavras e expressões em talian, dialeto dos imigrantes que colonizaram Venda Nova.

Os que conhecem Chico Zandonadi falam que ele herdou o dom da palavra de sua mãe, Jordelina, e o amor pelo conhecimento de seu pai, Caetano. Sobrinho de Padre Cleto Caliman, tem o mesmo espírito desbravador, mas sempre levando em conta que as tradições e o passado ensinam, orientam e fazem parte da Venda Nova que todos queremos deixar para nossos filhos e netos. 

 

Por terem contribuído muito no desenvolvimento do Município de Venda Nova do Imigrante, se dedicando a toda população vendanovense que se faz tão merecedor da Comenda do Imigrante Padre Cleto Caliman.

 

Confira mais Notícias

Mulher morre em grave acidente na BR 262 em Marechal Floriano

Horário de funcionamento nas creches de Venda Nova será ampliado

Cidades

Prefeitura de Venda Nova abre acesso provisório à BR-262 devido à obra em galeira

Cidades

Prefeitura de Venda Nova elabora projeto de lei para regulamentar “hoteizinhos infantis”

Inscrições abertas para castração de cães e gatos em Venda Nova

Cidades

Governo do ES inaugura obras e anuncia novos investimentos em Marechal Floriano

Turismo

Pedra Azul é o segundo local mais acolhedor do Brasil

Emprego

ES cria mais de 34 mil novos postos de trabalho com carteira assinada em 2023