FMZ A Rádio
da Família

Faesa vai atuar no Biossistema do Alto Caxixe

A Câmara, representada pelo presidente Marco Grillo- PSDB, recebeu na tarde de quinta-feira passada o diretor geral da Faculdade Faesa, Alexandre Nunes Theodoro, que junto com a coordenadora de Extensão e Pesquisa, Eliete Rabbi Bostolini, e o coordenador do Projeto de Monitoramento, José Luiz Helmer, expôs como será desenvolvido o trabalho a partir do Biossistema Integrado no Alto Caxixe, em Venda Nova. Participaram da reunião o secretário Municipal de Meio Ambiente, Evair de Melo, e Henrique Lorenção, coordenador de apoio técnico da Secretaria.

O Biossistema Integrado Alto Caxixe, que capta e trata o esgoto da Vila Dordenone, deu título ao projeto inscrito pela Faesa em um concurso nacional da Petrobrás, que escolheu 30 no Brasil dentre os mais de 800 inscritos. O Biossistema é o único selecionado no Espírito Santo.

Com a aprovação do projeto, a Faesa propõe expandir a atuação da faculdade e envolver a comunidade e a bacia do entorno da estação. Além de um programa de educação ambiental, vai desenvolver ações que visam à recuperação da bacia e fazer o monitoramento da estação. Paralelos a estas vertentes, ainda serão implantados trabalhos com piscicultura, uso do biogás e de outros elementos do processo, numa proposta de desmistificar o esgoto.

Para custear este projeto, a Petrobrás, através da Petrobrás Ambiental, vai disponibilizar R$ 850 mil. Segundo o diretor da Faesa, a faculdade vai montar um laboratório e toda estrutura necessária, além de disponibilizar profissionais e envolver os alunos, de acordo com os cursos e disciplinas.

Água escassa

Devido Venda Nova estar em uma região de cabeceira e já enfrentar problemas com oferta de água, o presidente da Câmara disse que este projeto da Faesa fortalece uma iniciativa de muita importância. Ele lembrou que em 1998, o município encomendou um estudo hidrológico à Cesan, quando foram constatadas as carências do município. O biossistema capta esgoto e devolve água limpa para o meio ambiente.

A iniciativa da Faesa encontrou um campo propício em Venda Nova. O secretário de Meio Ambiente informou aos diretores que duas nascentes de cabeceira do entorno foram desapropriadas e que ainda o município adquiriu uma área em frente ao biossistema para construção de um auditório. Evair de Melo mostrou interesse em fazer um projeto integrado.

Na ocasião Evair nomeou Henrique Lorenção como o contato da Secretaria com a Faesa. Lorenção já está incumbido de providenciar uma lista de fornecedores do município dos materiais a serem usados no dia-a-dia e a faculdade ainda quer utilizar mão-de-obra local na produção de mudas. Com o monitoramento, as informações sobre o sistema ganharam base científica.

O presidente da Câmara ressaltou que tanto o Estado quanto o Município serão parceiros no desenvolvimento deste projeto que, como outros em Venda Nova, têm uma função transformadora.

* Fonte:Site Câmara de Venda Nova

Confira mais Notícias

Definido calendário do IPVA 2024 para o Espírito Santo

Governo do Espírito Santo anuncia pagamento de abono salarial em dezembro

Procon-ES alerta quanto às armadilhas do verão

Secretaria Estadual de Educação realiza processo seletivo para Cuidador

Nova espécie de planta é descoberta no Espírito Santo

Novos pároco e vigário da Paróquia São Pedro tomam posse em Venda Nova

Transportadores de cargas têm até dia 31 de janeiro para se tornarem MEI Caminhoneiro

Parque Estadual do Forno Grande recebe exposição fotográfica `Aves de Caetés´