FMZ A Rádio
da Família

Hoje é dia de eclipse total da lua visto pelo Estado

Hoje à noite, os capixabas poderão ver mais um espetáculo natural: um eclipse lunar total. A Lua começará a ser encoberta pela sombra da Terra às 22h43, horário de Brasília. A fase total do eclipse – quando a Lua ficará totalmente encoberta pela sombra da Terra – iniciará às 00h01min e terminará às 00h51min da quinta-feira, durando cerca de 50 minutos. Após o final da fase de totalidade, a Lua ainda permanecerá parcialmente encoberta pela sombra da Terra (umbra) até às 02h09min da madrugada.

Haverá um segundo eclipse lunar neste ano, no dia 16 de agosto. Ao anoitecer desse dia, vista do Brasil, a Lua Cheia já nascerá eclipsada, oferecendo um belo espetáculo próximo à linha do horizonte. Contudo, esse eclipse do dia 16 de agosto será apenas parcial – a Lua não será totalmente encoberta pela sombra da Terra. O próximo eclipse total visível das Américas só ocorrerá em 21 de dezembro de 2010.

Ao contrário de um eclipse solar, que requer equipamentos e cuidados especiais para uma observação segura, um eclipse lunar pode ser observado a olho nu por qualquer pessoa, com toda a segurança.

O uso de binóculos ou de um pequeno telescópio e a observação do fenômeno de um local com pouca iluminação artificial, afastado da cidade grande, tornarão a visão mais bela e interessante. O eclipse também ocorrerá num cenário bastante interessante: próximo à Lua, a cerca de 5º a leste1, estará visível o planeta Saturno e, a cerca de 2º ao norte, a estrela Regulus – a mais brilhante da constelação do Leão (alfa do Leão). Se você acompanhar todo o eclipse, poderá inclusive perceber que a Lua, lentamente, se desloca com relação a esses astros e ao fundo formado pelas estrelas, devido a seu movimento de translação em torno da Terra.

Para entender

Um eclipse lunar total ocorre sempre que há um alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua, nesta seqüência, fazendo com que a Lua penetre totalmente no cone de sombra projetado pela Terra, denominado “umbra”. Os eclipses lunares só ocorrem na Lua Cheia, pois só nesta fase ocorre o alinhamento acima referido.

Entretanto, na maioria das luas cheias não há eclipse, porque o plano da órbita da Lua em torno da Terra não coincide exatamente com o plano da órbita da Terra em torno do Sol, mas formam entre si um ângulo de 5,2°. Isso faz com que o alinhamento Sol-Terra-Lua, na maioria das luas cheias, não seja perfeito, não se produzindo, portanto, um eclipse.

Somente quando ocorrer a coincidência de a Lua atingir a fase de lua cheia no mesmo instante em que estiver passando próxima à linha de intersecção entre o plano de sua órbita e o da Terra (denominada “linha dos nodos”) é que ela penetrará no cone de sombra da Terra e acontecerá um eclipse lunar.

Confira mais Notícias

Definido calendário do IPVA 2024 para o Espírito Santo

Governo do Espírito Santo anuncia pagamento de abono salarial em dezembro

Procon-ES alerta quanto às armadilhas do verão

Secretaria Estadual de Educação realiza processo seletivo para Cuidador

Nova espécie de planta é descoberta no Espírito Santo

Novos pároco e vigário da Paróquia São Pedro tomam posse em Venda Nova

Transportadores de cargas têm até dia 31 de janeiro para se tornarem MEI Caminhoneiro

Parque Estadual do Forno Grande recebe exposição fotográfica `Aves de Caetés´