FMZ A Rádio
da Família

Prefeito de Castelo rebate acusações de irregularidades

O prefeito de Castelo, Cleone Gomes do Nascimento- PT, rebateu nesta terça as acusações do Ministério Publico Estadual. O órgão acusa o prefeito de improbidade administrativa e pede a sua cassação, suspensão dos direitos políticos e o bloqueio dos seus bens.

O MPES entrou com duas ações contra o prefeito. Uma aponta irregularidades na contratação da assessoria jurídica da Prefeitura. A outra se refere a supostas irregularidades no transporte escolar.

Sobre a assessoria, o documento da promotoria aponta que o advogado contratado teria sociedade com o procurador geral do município. Além disso, ele receberia R$ 4 mil por mês, mais que o dobro do salário habitual para a função. “Nas administrações anteriores, o valor era três vezes maior. Temos uma assessoria num valor pequeno, e o advogado tem que trabalhar e muito”, contesta o prefeito.

Segundo a ação, a contratação do advogado está em “dissonância com os princípios da legalidade, moralidade, eficiência, impessoalidade e economicidade, posto que não permitiu a seleção dos profissionais mais preparados para o exercício de tão relevante função”.

Já na questão dos transportes irregulares, as denúncias são de falta de segurança e de veículos movidos a gás. “É claro que estaremos adequando as necessidades para os alunos o mais rápido possível”, diz o prefeito.

* Fonte: Jornal A GAZETA

Confira mais Notícias

Detran-ES alerta para risco da mistura bebida e direção no aniversário da Lei Seca

Feira Espírito Madeira-Design de Origem 2024 em novembro

Enem 2024: inscrições prorrogadas até 14 de junho

Cidades

Venda Nova bate recorde de frio no ES pela terceira vez em uma semana

Cidades

Venda Nova realiza 1ª Feira de Empregos com mais de 50 oportunidades de trabalho

5º Concurso Municipal de Fotografia de Venda Nova está com inscrições abertas

Agronegócio

Favesu 2024: feira de avicultura e suinocultura capixaba no Polentão em Venda Nova

Oportunidade

10 mil vagas em cursos de graça para mulheres