FMZ A Rádio
da Família

Paralisação de servidores já dura uma semana e compromete serviços públicos em Afonso Cláudio

* Por Leandro Fidelis

A greve dos servidores públicos municipais de Afonso Cláudio completa uma semana hoje, mas até agora o prefeito Edélio Guedes não teve uma conversa oficial com representantes da categoria para negociar o reajuste de 25% exigido há um mês.

Desde sexta-feira, um grupo de 450 funcionários faz vigília em frente ao prédio da Prefeitura com cartazes e faixas de protesto. Em cumprimento à lei, só 30% do efetivo está atendendo nas repartições públicas do município.

O Sispamac- Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Afonso Cláudio representa 790 funcionários de todos os setores do funcionalismo municipal e está à frente das manifestações.

A classe reivindica reajuste de 25% na folha de pagamento, sob alegação de que há dois anos isto não acontece. O aumento é de 12,5% equivalente a 2007 e 12,5% para 2008. A assessoria jurídica da Prefeitura ficou de dar uma contraproposta.

“Mandamos nossa proposta há um mês e estamos cansados de esperar. Enquanto isto, vamos amanhecer aqui em frente à Prefeitura”, disse Aroldo da Silva Costa, da comissão do Sindicato que tenta negociar o aumento com o prefeito.

Alguns funcionários que aderiram à paralisação afirmam terem visto Edélio arrancar os cartazes ontem à noite no muro da Prefeitura. Até a publicação desta matéria, a reportagem da Rádio FMZ não havia conseguido falar com o prefeito Edélio Guedes.

Confira mais Notícias

Mulher morre em grave acidente na BR 262 em Marechal Floriano

Horário de funcionamento nas creches de Venda Nova será ampliado

Cidades

Prefeitura de Venda Nova abre acesso provisório à BR-262 devido à obra em galeira

Cidades

Prefeitura de Venda Nova elabora projeto de lei para regulamentar “hoteizinhos infantis”

Inscrições abertas para castração de cães e gatos em Venda Nova

Cidades

Governo do ES inaugura obras e anuncia novos investimentos em Marechal Floriano

Turismo

Pedra Azul é o segundo local mais acolhedor do Brasil

Emprego

ES cria mais de 34 mil novos postos de trabalho com carteira assinada em 2023